Instituto Superior Técnico

Área de Estudos, Planeamento e Qualidade

O contributo do distress, burnout e do bem-estar para o absentismo e satisfação laboral

13 de Fevereiro, 2013

Foi concluída em Dezembro de 2012 a tese de Mestrado “O contributo do distress, burnout e do bem-estar para o absentismo e satisfação laboral: um estudo com trabalhadores da administração pública em contexto universitário”.

Este trabalho, desenvolvido no âmbito do IST por uma colaboradora da AEP, teve como principais conclusões:

  • Burnout (stress negativo) : 1,6 (numa escala de 1 a 6) o que significa que os trabalhadores do IST se encontram no ponto abaixo da média no que se refere ao stress negativo
  • Realização pessoal: 4, 4 (numa escala de 1 a 6) o que significa que os trabalhadores do IST se encontram no ponto acima da média em termos de realização pessoal

No que se refere à incidência da Satisfação Laboral e Absentismo:

  • a satisfação apresenta um resultado de 3,39 (numa escala de 1 a 5) o que significa que os trabalhadores do IST se encontram posicionados num ponto acima da média
  • os dados do absentismo revelam uma média de 6 dias de absentismo por trabalhador nos últimos 3 meses

A Caracterização da incidência da satisfação, revelou pontos acima e abaixo da média da escala (escala de 1 a 5), designadamente:

  • POSITIVOS: colaboração e clima de relação com os colegas de trabalho (4,15); trabalho realizado (3,98); trabalho e vida no IST no geral (3, 64)
  • NEGATIVOS: perspetivas de evolução profissional (2,77); formação profissional (2,64); remuneração/benefícios sociais (2,54)

Em suma os trabalhadores do IST, apresentam:

1. Níveis elevados de:

  • Realização pessoal (4,4)
  • Bem-estar (4,4)
  • Laços emocionais (4,8)

2. Níveis de satisfação laboral ligeiramente acima do ponto médio da escala (3,39)

3. Níveis baixos de:

  • Exaustão emocional (2,0)
  • Despersonalização (0,7)
  • Ansiedade (4,5 – escala invertida, valores elevados correspondem a melhor saúde mental)
  • Depressão (4,5 – escala invertida, valores elevados correspondem a melhor saúde mental)
  • Perda de controlo (4,8 – escala invertida, valores elevados correspondem a melhor saúde mental)
  • Distress (4,6 – escala invertida, valores elevados correspondem a melhor saúde mental)

Documentos

Categorias

Subscrever Feed de Notícias